Trem da Alegria passa em Cambuquira

by

Na calada da noite, os vereadores aprovaram projeto de lei da prefeitura que, numa só tacada, institui cargos e salários que custarão mais de R$100 mil por mês aos cofres cambuquirenses. Resumo do projeto:

– o prefeito Kaka (PT) passa a ganhar R$ 6.500,00 por mês

– agora são nove secretários/diretores, com salário de  R$4.550,00 mensais cada (antes eram seis secretários, com R$890,00)

– criados 28 cargos de “gerente”  a R$1.200,00 mensais

– instituídos 12 “encarregados” que ganharão R$1.100,00 por mês

– e tem mais as assessorias de imprensa, jurídica, política, etc, etc…

A prefeitura justifica os elevados vencimentos, dignos de cidades metropolitanas, pelo “alto nível” dos profissionais que ocuparão os cargos. Os comentários populares, entretanto, são de que o Secretário/Diretor de Contabilidade, por exemplo, ainda pratica as quatro operações cursando a sexta série no grupo escolar, à noite. Haveria outros casos.

Tem bochicho também sobre casos de nepotismo: vereadores e vários servidores de 1° e 2° escalão estariam empregando parentes irregularmente. Desse jeito, não será de estranhar que ocorra nova intervenção no município.

Enquanto isso, surpreendentemente, Kaka pede aos cambuquirenses para pagarem do próprio bolso a limpeza e capina das ruas e a recolocação dos paralelepípedos que estão empilhados pela cidade. Ele afirma que a prefeitura não tem dinheiro.

Deve ter razão: com tantos cargos e salários tão altos para o porte de Cambuquira, não deve mesmo restar um tostão nos cofres da maltratada cidade.

Veja também : Documento comprova farra de cargos


%d blogueiros gostam disto: