Caxambu, a melhor água da América

by

Embora a Copasa tivesse projetado lançar a água mineral Cambuquira como produto top de linha, destinado a apreciadores, parece que os planos mudaram.

A água que estreou no mercado premium foi a Caxambu Gourmet. Foram servidos 4 mil litros a jornalistas, artistas, modelos e manequins internacionais durante a semana do Fashion Rio 2009, em janeiro último. E agradou.

A Copasa está viabilizando a certificação da Caxambu como a melhor água mineral das Américas, visando, principalmente, o mercado internacional. Já foram investidos mais de R$12 milhões na marca e entre os potenciais compradores estão China, Austrália, Angola e países da Europa.

Falta a empresa informar como andam os planos para Cambuquira, Lambari e Araxá.

O antimarketing

A notícia não deve ter agradado nem um pouco aos habitantes de Cambuquira, no Sul de Minas, que se baseiam numa antiga reportagem da revista Vip Exame para declarar “oficialmente” a sua água mineral como a melhor das Américas e segunda do mundo.

Na verdade, a publicação fez em 1997 apenas uma rápida degustação de algumas das águas disponíveis nas prateleiras paulistanas naquela ocasião. Os “jurados” não tinham pretensão de ser especialistas no assunto. Eram quatro jornalistas, uma dona de bufê, dois entendidos em vinhos e um músico. E o universo de marcas, composto por apenas 15 garrafas.

A água que eles mais apreciaram foi a Ty Nant, do País de Gales. A Cambuquira ficou em segundo lugar (82,9 pontos), praticamente empatada com a Caxambu (diferença de apenas três décimos). A São Lourenço ficou na 7ª posição e Lambari foi a 11ª colocada.

Caindo na realidade

Em certas ocasiões de megalomania explícita, e ainda inspirados pela prova informal das 15 garrafinhas, os cambuquirenses chegam a situar sua marca como a melhor do planeta – quiçá, da galáxia.

Como a mentira tem pernas curtas, a estância hoje amarga dias de penúria, abandonada pelos turistas, mesmo possuindo – de verdade – uma das melhores águas minerais do… Brasil. O que não é pouco. Mas parece insuficiente para o ego da cidade.

Num site realmente especializado, o Mineral Waters of the World, estão avaliadas 847 marcas de água mineral de 130 países. A melhor é a Lauretana, de Caruzza, na Itália. A Ty Nant, que foi destaque na reportagem brasileira, ocupa uma modesta 25ª colocação. A nossa São Lourenço fica entre os lanterninhas, em 739º lugar. E as outras fontes do Circuito das Águas mineiro não aparecem na lista.


%d blogueiros gostam disto: