Aqui, como lá

by

Com a tragédia do Morro do Bumba, em Niterói, RJ constatou-se que o local, um ex-lixão impróprio para moradia, teve sua ocupação estimulada através de obras populistas de urbanização, em vez da remoção dos invasores, que seria o indicado. Deu no que deu: mais de 50 mortos e ninguém assumiu a responsabilidade.

Em Cambuquira, no Sul de Minas, a invasão da mata do Parque das Águas Minerais, no bairro Figueira, traz preocupação semelhante; ao invés de remover e realojar os grileiros, dificultar a ocupação e preservar o manancial das fontes, a prefeitura organiza eventos, planeja um conjunto habitacional e constrói campinho de futebol para os invasores, incentivando-os a continuar explorando o local.

Infelizmente, como aconteceu – literalmente – em Niterói, um dia a casa cai. Em Cambuquira, o perigo é de as fontes secarem ou serem contaminadas por causa dos posseiros. Só nestes momentos, irremediáveis, a atitude eleitoreira revela sua face trágica. E aí…


%d blogueiros gostam disto: