Diga-me com quem andas, direi quem és…

by

JUSTIÇA PENHORA
DEPÓSITO DE KAKA

O prefeito de Cambuquira, no Sul de Minas, está sendo executado judicialmente em razão de uma dívida de R$ 38.467,20 que tem com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP.

O termo de penhora do depósito de Evandro “Kaka” Xavier (PT) foi expedido esta semana, nos autos de Execução Fiscal de nº 0002883-04.2010.8.13.0107, da competência da Fazenda Pública Federal. O processo de cobrança da dívida começou em março de 2010.

Antes de assumir a prefeitura, “Kaka” explorava um modesto depósito de botijões de gás no bairro da Lavra, o que lhe proporcionou certa popularidade e uma imagem de sujeito simples e honesto, favorecendo a sua eleição.

Veja a página do Tribunal de Justica/MG em http://goo.gl/gljS7


JUSTIÇA CONDENA EX-PREFEITO
“PUDIM” POR DESONESTIDADE

Cinco ex-integrantes da prefeitura de Cambuquira, no Sul de Minas, foram condenados em junho por improbidade administrativa.

Na ação civil pública de nº 010706000781-5, o grupo liderado pelo ex-prefeito Rubens Barros Santos, o “Pudim”, é acusado de causar prejuízo de R$ 852.054,00 aos cofres da cidade; este valor, corrigido, passa atualmente de R$ 1 milhão.

Os demais réus condenados no processo movido pelo Ministério Público/MG são: Luiz Sérgio de Souza Reis, Andréa da Silva Goulart, Edna Maria Soares Ferreira e Laércio Paulo de Andrade.

A sentença estabelece por cinco anos a indisponibilidade dos bens dos réus, a perda dos direitos políticos, a proibição de contratar com o poder público e receber benefícios ou incentivos oficiais.

Segundo fontes locais, o réu “Pudim” tem sido uma espécie de conselheiro ou tutor político do atual prefeito Evanderson “Kaka” Xavier (PT), atuando informalmente em razão das proibições de ocupar cargo público existentes nos vários processos judiciais a que responde.

Veja a página do Tribunal de Justiça/MG em http://goo.gl/JbBBA


%d blogueiros gostam disto: